Mapa de Atividades tudo que o professor precisa saber

Mapa de Atividades

O que é um Mapa de Atividades?

O mapa de atividades é a ferramenta fundamental para um Designer Instrucional elaborar o seu trabalho. O planejamento dos cursos virtuais deve ser baseado no mapa de atividades.

O Mapa de Atividades tem a função de orientar toda a equipe multidisciplinar no desenvolvimento e implementação de um curso de EaD. Para construir um mapa de atividades é preciso, inicialmente, refletir e elaborar os objetivos de aprendizagem a fim de criar aulas que atinjam um determinado objetivo. Para isto, utiliza-se a Taxonomia de Bloom.

A Taxonomia de Bloom demonstra que, para o desenvolvimento de um curso completo, é necessário que os objetivos de aprendizagem sejam atingidos. A taxonomia de Bloom demonstra que os objetivos educacionais podem ser arranjados numa hierarquia do mais simples (conhecimento) para o mais complexo (avaliação).

Para que serve um mapa de atividades?

O mapa de atividades é um orientador para que toda equipe envolvida possa desenvolver as atividades planejadas no curso. O Designer Instrucional deve utilizar do seu conhecimento pedagógico e tecnológico para detalhar com a maior precisão possível as tarefas que serão executas por cada componente da sua equipe.

O mapa de Atividades serve para orientar a equipe multidisciplinar e fornecer passo a passo todas as informações necessárias para implementação de um projeto de curso online. O mapa de atividades deve detalhar todas as ferramentas, atividades, tarefas utilizadas em um ambiente virtual de aprendizagem.

Salienta-se que o mapa de Atividades é uma ferramenta de planejamento fundamental para que o curso atinja todos os objetivos de aprendizagem, determinando uma dinâmica ao curso e facilitando o processo de interação entre os participantes.

O que são os objetivos gerais e específicos em um mapa de atividades?

Os objetivos gerais de um curso indicam as metas que o curso deve atingir em sua conclusão. Já os objetivos específicos, que são demonstrados por verbos, devem comunicar as expectativas de aprendizagem pelos alunos em cada aula e em cada atividade desenvolvida no curso.

Neste material descritivo de planejamento são especificadas as aulas, os módulos ou semanas, duração planejada do curso, unidades, objetivos específicos de cada etapa. São também definidas as tarefas teóricas e práticas, com as respectivas ferramentas do Ambiente Virtual de Aprendizagem, bem como as notas para cada uma destas tarefas.

Como fazer um mapa de atividades?

No mapa de atividade, a equipe pode também visualizar o período e como este curso deve ser formatado para a realização das tarefas, determinando um tempo para cada atividade.

As tarefas e as atividades devem estar bem distribuídas no mapa a fim de atingir ao máximo o estilo de aprendizado de cada aluno. E, por fim, a avaliação prática do conteúdo desenvolvido irá demonstrar que o aluno realmente aprendeu todo o conteúdo.

A estrutura do mapa de atividades:

  • Aula/semana (período) – deve-se evidenciar o nome da a­­ula, a carga horária, e o período em que esta ficará disponível para o aluno.
  • Unidade (tema principal) – deve-se definir o nome do tema da aula.
  • Subunidades (Subtemas) – deve-se desmembrar o tema em subtemas.
  • Objetivos Específicos – deve-se propor os objetivos segundo a Taxonomia de Bloom. Os objetivos são estabelecidos para cada aula definindo os propósitos educacionais.
  • Atividades Teóricas – deve-se definir as atividades teóricas que serão implementadas na plataforma de educação a distância. Os recursos da plataforma Moodle são: arquivos, livros, páginas, URLs, entre outros. As mídias que devem ser utilizadas, são textos, planilhas, apresentações, vídeos, hiperlinks, entre outros.
  • Atividades Práticas – deve-se apresentar as atividades práticas tais como questionários, fóruns, tarefas, chats, jogos, entre outras. Estas atividades demandam uma ação do aluno, na qual ele deve interagir com o sistema. Neste campo também são definidos os tipos de avaliação de cada atividade que podem ser diagnósticas, formativas ou somativas. Também são disponibilizados o valor (nota) e o período (duração) em que as atividades ficarão disponíveis para o aluno.

OBS: as atividades teóricas e práticas podem ser utilizadas como método de avaliação do conteúdo.

Deixe aqui o seu comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.